Acarajé: saiba mais sobre as lendas e o preparo da principal oferenda a Iansã

Acarajé é a comida ritual da Orixá Iansã. Na África, é chamado de àkàrà que significa bola de fogo, enquanto je possui o significado de comer. No Brasil reuniram-se as duas palavras numa só, acarajé, ou seja, “comer bola de fogo”.

Iansã é a deusa dos ventos e das tempestades, senhora dos raios e dona da alma dos mortos. A ela são oferendados os acarajés, bolinhos feitos de feijão fradinho e fritos no azeite de dendê. Segundo a lenda, a deusa dos ventos, mulher de Xangô, foi a casa de Ifá, buscar um preparado para seu marido. Ifá entregou o encantamento e recomendou que, quando Xangô comesse, fosse falar para o seu povo.

Iansã desconfiou e provou o alimento antes de entregá-lo ao marido, mas nada lhe aconteceu. Assim, quando chegou em casa, entregou o preparado ao marido. Lembrando o que Ifá dissera, Xangô comeu e, quando foi falar ao povo, começaram a sair labaredas de fogo da sua boca. Iansã ficou aflita e correu para ajudar o marido gritando Kaô Kabiesilé. Foi então que as labaredas começaram a sair da sua boca também. Diante do ocorrido, o povo começou a saudá-los: Obá anlá Òyó até babá Inà, ou seja, grande rei de Oyó, pai do fogo.

Esse bolinho, o acarajé, se tornou, assim, uma oferenda a Iansã. Mesmo sendo vendido nas ruas, fora dos rituais do terreiro, o acarajé ainda é considerado, pelas baianas, como uma comida sagrada. Por isso, a sua receita, embora não seja secreta, não pode ser modificada e deve ser preparada apenas por filhos-de-santo iniciados.

Quando feitos para Iansã, ou seja, em âmbito sagrado, o acarajé deve ser apenas frito – sem os tradicionais recheios de quando são servidos à mesa para degustação. Os acarajés devem ser ofertados a Iansã num alguidar e enfeitados com camarões secos/defumados.

SAIBA MAIS

Linha dos baianos: quem são e como trabalham os baianos da Umbanda? – A Linha dos Baianos surgiu para homenagear os antigos Pais e Mães no Santo da Bahia; que foram os primeiros a trabalhar para a preservação e a divulgação do culto aos Orixás em nosso país; e enfrentando toda sorte de dificuldades e preconceitos.

Itan de Exú: saiba como Exú se tornou o dono da encruzilhada – Confira hoje um lindo Itan do Orixá Exú, que conta a história de como o Orixá Exú tornou-se o dono da encruzilhada e ganhou o direito de ser o primeiro a ser homenageado e oferendado nas casas de axé, ao se aproximar de Oxalá e tornar-se seu ajudante.

AGENDE SUA CONSULTA AOS BÚZIOS

Jogo de Búzios do site Raízes Espirituais
Consulta ao jogo de búzios

Para aqueles que necessitam de um atendimento individual para descobrir qual é o orixá e entidades regentes; ou querem fazer uma análise de como anda um setor ou vários setores de sua vida; pedimos que encaminhe sua mensagem para marcar uma consulta espiritual e entraremos em contato.