Itan de Ewá – Enganando a morte

Neste Itan de Ewá (lenda) vemos como essa orixá ganha o poder da vidência dado por Ifá, o senhor do segredo do oráculo dos orixás.

Homenageada em 13 de dezembro
Homenageada em 13 de dezembro

Ewá engana a própria morte

Certo dia Ewá estava à beira do rio, com um igbá (gamela) cheio de roupa para lavar quando avistou de longe um homem que vinha correndo em sua direção. Era Ifá que vinha esbaforido fugindo de Ikú (a morte).

Pedindo seu auxílio, Ewá despejou toda roupa no chão, que se encontrava no igbá, emborcou-o em cima de Ifá e sentou-se.

Daí a pouco chega Ikú, a morte, e passando por Ewá pergunta se ela não viu passar por ali um homem e dava a descrição de Ifá.

Euá muito esperta, respondeu que havia visto sim um homem com aquela descrição, mas que ele havia descido rio abaixo e Ikú tratou logo de seguir no encalço de Ifá antes que esse desaparecesse.

Assim que a morte afastou-se deles, Ifá saiu debaixo do igbá e levou Ewá para casa, a fim de torná-la sua esposa e assim concedeu a ela a vidência, atributo que Ifá, o deus de todos os oráculos concedeu. Por esta razão Ewá é sincretizada com Santa Luzia, protetora dos olhos e da visão, homenageada em 13 de dezembro.

Itan de Ewá

Nesse mesmo Itan de Ewá, um pouco diferente do narrado acima (há variações nas lendas dos orixás), a orixá é esposa de Omulú e recebe de Ifá a mesma graça da clarividência e também da fertilidade, pois o salva da morte .

Já sabe quais são seus orixás na Umbanda?

Mãe Makena realizando consulta ao Jogo de Búzios
Mãe Makena realizando consulta ao Jogo de Búzios

Para descobrir qual é o seu orixá e quais as entidades que o acompanham faça uma consulta ao Jogo de Búzios.

Entre em contato hoje mesmo!

 

Saiba mais sobre Ewá

O 6º sentido no Culto de Ewá – O 6º sentido é um presente da senhora da vidência que dá a seus filhos este dom, e é homenageada em 13 de dezembro, quando temos o culto de Ewá na Umbanda.

Sagrada família da orixá Ewá – A sagrada familia da orixá Ewá é composta dos mais antigos orixás da Umbanda, sendo esta orixá associada a Santa Luzia pelos dons da clarividência.

Do nevoeiro surge Ewá – Regente das neblinas e nevoeiros, Ewá é a orixá feminina clarividente associada pelo sincretismo católico a Santa Luzia, homenageada em 13 de dezembro.

Saiba mais sobre Ewá em nossa página dedicada a esta orixá.