Itan de Nanã-em conflito com Ogum, proíbe o uso de metais em seu culto

Confira este interessante Itan de Nanã que conta a história de seu conflito com Ogum e que a levou a proibir que se use instrumentos de metal em seu culto.

Nanã proíbe instrumentos de metal no seu culto

A rivalidade entre Nanã Buruku e Ogum data de tempos, Ogum, o ferreiro guerreiro, era o proprietário de todos os metais, eram de Ogum os instrumentos de ferro e aço, por isso era tão considerado entre os orixás, pois dele todas as outras divindades dependiam.

Sem a licença de Ogum não haviam sacrifícios. Sem sacrifício não havia culto aos Orixás. Ogum é o Oluobé, o Senhor da Faca. Por isso, todos os Orixás o reverenciavam. Mesmo antes de comer, pediam licença a ele pelo uso da faca, o obé, com que se abatiam os animais e se preparava a comida sacrificial.

Contrariada com essa precedência dada a Ogum, Nanã disse que não precisava de Ogum para nada, pois se julgava mais importante do que ele. “Quero ver como vais comer, sem faca para matar os animais”, disse Ogum.

Ela aceitou o desafio e nunca mais usou a faca. A partir daí, exigiu que os sacrifícios feitos a ela fossem feitos sem o uso da faca. Sem precisar da licença de Ogum.

Lenda tirada do livro Mitologia dos Orixás – Reginaldo Prandi – 2001

SAIBA MAIS